​© X-ART TATTOO STUDIO

X-ART STUDIO TATOO  Rua Bom Sucesso 712 - tatuapé - são paulo -  tel: (11) 2225-1879

Por dentro dos Equipamentos

26/04/2017

Por dentro dos equipamentos – Fonte

 

 

Quantos Amperes? É Bivolt? Aguenta a minha máquina?


Fontes para Tattoo é o combustível da sua máquina. É nelas que você regula seu trabalho. Aumenta a voltagem, diminui.

Traço? Pintura? Digital? Analógica? Vamos saber um pouco mais sobre essas caixinhas mágicas! 

 

Como funciona?

 

Basicamente a fonte pega a eletricidade do seu estúdio/casa/tomada e modula para que você consiga usar sua maquininha. A energia então será constante e consistente, na voltagem que você determinou, atendendo ao seu uso.

 

Tipos de Fontes:

 

Analógica

 

 

São as fontes mais antigas. Não que isso as faça pior, pelo contrário. O projeto é tão bom que não muda quase nada com o passar dos anos!
Você regula a voltagem desejada por meio de um dial deslizante. Aqui vemos uma grande precisão de regulagem, exatamente a que você quer. Porém a fonte analógica deixa a desejar em feedback e praticidade. Em feedback por que ela ou te mostra a voltagem selecionada por um simples mostrador digital ou no velho e complicado voltímetro. E em praticidade por que você vai ter que regular a fonte para cada uso, todas às vezes.

 

 

 

Pontos Positivos:

             Menor preço

             Facial de usar

             Compatível com Máquinas Rotativas

 

Pontos Negativos:

          Acabamento simples

          Falta de visor de informações

          Tem que refazer as regulagens para cada máquina

 

Digital

 

 

São as fontes mais modernas. Controladas por placas e microprocessadores, são ligeiramente mais caras do que as analógicas, mas muitas vezes são bem mais frágeis também. Tem regulagem digital de voltagem, normalmente em intervalos de 0.01 v, o que as torna bastante precisas. O lado da praticidade vem com salvamento de “memórias”. Boa parcela dos modelos vem com capacidade de salvar a voltagem pré-determinada. Assim quando você for trocar de máquina, no meio da tattoo, só tem que mudar o preset e pronto ! O visor da fonte digital também é um grande diferencial, por mostrar dados que as analógicas não conseguem. Voltagem, velocidade, amperagem utilizada.

 

 Pontos Positivos:

          Visor de informações

          Memória de regulagem

          Estética bonita

          Maior precisão

 Pontos Negativos:

          Nem todas rodam máquinas rotativas bem

          Manutenção difícil

          Maior fragilidade em alguns modelos

 

E agora? Qual escolher?

 

 

Escolha sua fonte de acordo com seu uso. Quais são suas máquinas? Como você trabalha? Então vamos levantar alguns pontos - chaves para você escolher sua fonte.

Qual o seu orçamento
Quanto você quer gastar? E qual sua projeção de trocar o equipamento? Afinal, não adianta achar que uma fonte de R$99,00 vai ter uma vida útil longa, por que não vai!
 

Conheça sua máquina de tatuagem

 

É muito importante você ter conhecimento do ponto ideal de funcionamento da sua máquina. Qual a velocidade máxima e a mínima de funcionamento. Qual voltagem ela funciona melhor.

 

Conheça seu uso
Você utiliza quantas máquinas? 1, 2, 3? Escolha uma fonte que consiga ligar todas as máquinas ou pelo menos a maioria das que você vai usar no seu trabalho.


Sua experiência

 

 


Você é iniciante? Está começando agora ou já tem anos de tattoo? Se for iniciante, vá de digital, para um mais escolado, as analógicas funcionam certinho.

 

Duvidas comum:

 

 

 

 

Quantos amperes deve ter a minha fonte?

 

A amperagem da fonte tem que ser equivalente à da sua máquina.  Procure uma fonte que forneça a quantidade de Amps que a sua máquina precisa. Dica: Compre uma fonte acima de 2,5 ampere, abaixo disso a fonte tende a oscilar mais, atrapalhando o funcionamento da sua máquina.

Qual voltagem usar?

Isso é muito pessoal, mas máquinas reguladas não vão muito acima de 10v. Colocou muita voltagem, você vê faíscas saindo da mola, reduza a voltagem e bola pra frente. A máquina se mostra fraca durante a tatuagem, quase parando ou parando, mais volts e pronto!

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts em destaque

Contaminação Cruzada e seus Riscos

21/02/2017

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

BUSCA POR Tags