​© X-ART TATTOO STUDIO

X-ART STUDIO TATOO  Rua Bom Sucesso 712 - tatuapé - são paulo -  tel: (11) 2225-1879

Contaminação Cruzada e seus Riscos

Contaminação cruzada, o maior inimigo do Tatuador!

 

Hoje vamos falar de um assunto que todo mundo sabe, porem ninguém faz da forma correta que é como evitar a contaminação cruzada.

Dentro do estúdio temos superfícies Estéreis (com contagem de micro-organismos zero ou perto disso) e superfícies Contaminadas (com aglomeração de micro-organismos em número perigoso).

 

Sua luminária, superfície de trabalho, maca, fios e clip cord, sua máquina. Em níveis diferentes de contaminação e micro-organismos diferentes, mas tudo está contaminado.
Vamos dar uma olhada nos pontos críticos e as formas de 
prevenir contaminações.

 

Bactérias presentes na mão

 

Tipos de contaminantes:

 

1 – Contaminantes físicos: vidros, metais, madeira, poluição ou qualquer outro material que possa trazer problemas ao seu cliente.

 

2 – Contaminantes químicos: toxinas naturais (toxinas paralisantes, neurotoxinas, amnésicas e diarreicas, ciguatoxinas), toxinas microbianas (toxinas e mico toxinas), metabólitos tóxicos de origem microbiana (histaminas e tetrodo toxinas),

contaminantes inorgânicos tóxicos, anabolizantes, antibióticos, herbicidas, pesticidas, aditivos e coadjuvantes alimentares tóxicos, tintas, lubrificantes, desinfetantes e produtos químicos de limpeza, desinfetantes, etc.

 

3 – Contaminantes biológicos: bactérias, vírus, parasitas patogênicos e protozoários.

Estúdio:

 

Com uma grande rotação de pessoas entrando e saindo, seu estúdio é um grande foco de contaminação. Portanto com poucas pessoas na sua área de trabalho já é uma forma de evitar contaminação, menos pessoas transitando = menos contaminação externa. O que faz seu trabalho de limpar tudo depois, bem mais simples!
Mas vamos por partes:

 

Recepção:

 

Local aonde seus clientes e parceiros vão passar SEMPRE. Nível de Contaminação: ALTO, Tipo de Contaminantes: Físico, Químico e Biológico. Locais críticos, chão, maçaneta da porta, sofás e assentos, balcão, livros e revistas, bebedouro e porta copos.
 

Ação de controle: Higienizar as superfícies constantemente com solução clorada (para piso e locais que não estraguem com cloro) e produto antibacteriano (álcool 70% ou produto com ação similar), instalar dispositivo para vedar a porta de entrada (aquelas borrachinhas ou vassourinhas, para evitar insetos), instalar tela de proteção nas janelas se necessário.

 

Banheiro – Nível de Contaminação: Banheiro, Tipo de Contaminantes: Biológico, Físico e Químico. Aqui temos um local que se acredita MUITO sujo, mas por acreditarmos nisso, mantemos muito limpo. Então o nível de contaminação é moderado. Porém existem alguns pontos críticos no banheiro, assento, tampa do lixo (sempre use lixeiras de acionamento por pedal), descarga e torneiras (se puder instalar automáticos, ótimo!), ralos (sempre use ralos que possam ser fechados) e a famigerada maçaneta.

 

Ação de Controle – Limpe TODAS as superfícies com substância clorada. Troque constantemente o pano de limpeza (por que toda a sujeira vai pra ele né? E você vai acabar limpando um local e contaminando outro). Sempre use toalhas descartáveis de papel e se possível deixe um frasquinho de álcool gel para o cliente higienizar as mãos antes de sair.


Sala de Tatuagem – Aqui é onde deve ser mais limpo, mais impecável. Mas falhamos em diversos locais. Limpe o chão com substância clorada, higienize todas as superfícies diariamente.

 

Vamos ver por partes:

 

Máquinas, agulhas e biqueiras

 

Parece estranho, mas sua máquina de bobina PODE e DEVE ser lavada. Uma aplicação para esterilizar ela e um leve banho de WD40 (leve mesmo, só uma camadinha de nada), se for rotativa, por favor, não lave ela! Mas passe um álcool 70 por fora, para evitar qualquer colônia de se instalar ali.
As agulhas já vêm esterilizadas de fábrica, em blisters individuais e prontas para uso imediato.

 

 transfer

 

Aqui não tem muito segredo. Apenas faça uso de transfer em loção ou spray ou gel, pois o uso é único. Você aplica determinada quantidade no cliente e não retorna com o produto para a embalagem, como acontece nos transfer em bastão.
Limpe a pele com sabão antibacteriano e álcool 70% antes de aplicar o transfer.

 

Tintas

 

Suas tintas são estéreis, mas o potinho está sujeito à contaminação, afinal ele está exposto ao ambiente. Mas não a nada a temer, antes de cada uso e depois também, higienize os bicos com álcool 70%. Jamais encoste o bico na tinta do batoque, quando já estiver tatuando. Você vai contaminar sua tinta todinha!!

 

batoques 

 

Eles vêm em milhares e não são esterilizados. Você vai, pinga sua tinta estéril em um compartimento contaminado e… contamina a tinta toda!
Existem dois caminhos: Um é guardar seus batoques em álcool 70%, trocando este álcool de tempos em tempos (pouco tempo viu? não é pra deixar dois meses ele lá J) OU usar os batoques que já vêm esterilizados.

 

Fonte, Cabos, Bancada e Maca

 

Sua bancada é o seu santuário. Onde você coloca suas ferramentas. E onde você não quer nenhum tipo de contaminante.
Ao iniciar seu trabalho, higienize a superfície com uma solução adequada e aplique o filme plástico ou isolante cirúrgico de bancada (este é bacana e geralmente vem esterilizado).
Agora coloque seus batoques esterilizados e sua máquina já isolada com protetor de máquina E Clip Cord. Finalmente coloque a tinta e deslizante que vá utilizar.

Sua fonte é um ponto crítico também. Limpe-a com álcool 70% (ou outro produto que não estrague a superfície) e isole-a com filme plástico.

Isole TODOS os seus cabos, protetor de Clip- Cord é de extrema importância.
Tome cuidado com o manuseio, sempre utilizando uma luva “virgem” para cada superfície. E nunca pegando em algo estéril com uma luva que tenha tocado em algo contaminado.

 

Luvas e Máscaras

 

Luvas exercem um papel vital para evitar a Contaminação Cruzada. Por ser descartável, você pode e DEVE trocar de luvas toda vez que for pegar em uma coisa diferente.
A luva não torna sua mão numa superfície antibacteriana, ela só isola sua mão de contaminantes.

A máscara é uma proteção de duas vias, ela protege VOCÊ de eventuais respingos da tatuagem caírem na sua boca. E seu cliente pode ter algo e não saber ainda… Sempre bom se precaver !
E protege o CLIENTE da sua saliva e respiração. Quando você fala, milhares de gotículas de saliva são expelidas e acabam caindo ali, na tattoo. Se você tiver algum problema bucal, pode contaminar o local. E sua respiração também, você solta pelo nariz, além de ar, partículas de agua, saliva e tudo mais que seu pulmão resolver soltar por ali. O que também não é o mais indicado para entrar em contato com uma ferida aberta.
Considere também fazer uso de Mangotes Descartáveis (deixando seus braços isolados também e evitando contaminar a área) e Avental Cirúrgico (para evitar contaminação das roupas ou contaminantes das roupas de alcançarem a tatuagem).

 

 

Você é um grande vetor de contaminação !
 

Coçar o nariz, o cabelo, as costas… Todas as ações que podem contaminar a área.
Ao realizar qualquer uma delas, troque de luvas (E POR FAVOR,

 

NÃO TOQUE NA CAIXA DE LUVAS COM A LUVA CONTAMINADA).

 

Sempre, SEMPRE lave suas mãos com sabão antibacteriano, aplique álcool gel e aí sim vista as luvas. Suas mãos ficarão limpinhas dentro da luva. Toda vez que trocar as luvas, lave as mãos novamente.

 

Sei que é chato, mas você é responsável por garantir a segurança do seu cliente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts em destaque

Contaminação Cruzada e seus Riscos

21/02/2017

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo